CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Adriane Neves
Minha árvore com seus galhos poéticos.
Textos

Quando descobri seu desamor
Não diz nada não
Talvez meus olhos saiam da órbita
E role por aí
Tendo que me fazer sair desta poça de lágrimas
Que deitei  de conchinha com o medo
Outro instantes entre discos e livros
Escolhendo poltronas pequenas
Para nos aconchegar
Apesar de ser dois mundos distantes
Esta era a única forma de unir Júpiter e Marte
A palavra tem sonhos
Ações
Forças
E as suas me partiram em mais de mil
Desaprendi a fazer o que nem sabia direito
O café agora passa sozinho
As roupas de cama
Apesar do vento e das cores
Parecem sem vida
As músicas não fazem sentido
Tampouco a poesia
Meu corpo anda triste
Por não desejar mais o seu
Pois dele
Campo amoroso
Tornou-se de batalha
Adriane Neves
Enviado por Adriane Neves em 31/10/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários