CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Adriane Neves
Minha árvore com seus galhos poéticos.
Textos

Quando o que você quer, está em outras mãos.
O que escondes nas mãos?
Se é para mim porque não me mostra?
Quero poder usufruir logo de alguma coisa boa
Não levanta a mão tão alto
Assim tenho que pular para alcançar
Nem estica tanto o braço para a direita
Assim tenho que me esforçar muito
Rir, falar um pouco alto além do meu tom
Mas que brincadeira sem graça esta
Que desconforto me causas
Agora abaixa-se e passa tal objeto
Entre uma perna e outra
Acho que vi um brilho
Parece um anel
Parece um brinco
Parece algo significativo como nos filmes
Vamos, se é para mim, mostre-me
Caiu no chão e você no riso
Não era nada
Nada além
Das minhas expectativas
Adriane Neves
Enviado por Adriane Neves em 27/11/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários