CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Adriane Neves
Minha árvore com seus galhos poéticos.
Textos

Cedo demais
Quando seu grito não ecoou
Aprendeu
Onde nasce e morre a dor
Onde nasce e morre a força
Onde realmente os sentimentos fazem sentido
E aprendeu
Que sofres
Apenas por esperar
O dia que novamente irá se alegrar
Tarde demais
Para ser mais intenso do que és
Cedo demais
Para retornar
Adriane Neves
Enviado por Adriane Neves em 22/01/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários