Textos

Ei menino
Ei menino você lembra
Da primeira vez que tuas mãos tocaram numa caneta
E quem ali estava debruçado a sua letra
Os seus traços
Pedindo um pouco mais de luz
Um pouco mais de mar
Um pouco mais de um mundo amor
Ei menino
Que horas foi essa que você colocou
Uma moça com sua roupa e o vento a fazê-la dançar e os cabelos a gritar liberdade
Ei menino
Cuidado quando crescer demais, cuidado para não Esquecer da caneta que tudo faz
Ao virar um astrônomo, astrologo ou motorista de ônibus
E se intoxicar de tanto se alimentar nas esquinas
E se esquecer das mãos macias
Que te conduziu a fazer tais linhas
Com um pouco de sol, de mar, de vento
Que tanto te deu tempo e tempo e tempo
Adriane Neves
Enviado por Adriane Neves em 28/04/2019
Alterado em 08/05/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários