Textos

Coisas que nos preenche
Imaculado amor
Em cada ponto
Em cada letra
Em cada tom
Sei que é manhã
Pela rouquidão da voz
Sei que a tarde caiu
Quando apareces
Com cheiro de banho
E um agasalho vermelho de lã
Ah se o mundo se movimentasse
Como balanças o pé
Com as pernas cruzadas
Desfaz tantos nós
Nenhuma história repetida
A ceia dividida
Forrando o estômago de quem chegou
O cacau abriu
E ali descobri o que restou da escravidão
O café recolhido do pé
Viajou de Irará pra Salvador
Oh senhorinha deixa eu passar pra você
Oh senhorinha imaculada
Porque tanto amor por mim?
Oh senhorinha
Trouxe pra você
A semente do cacau
Pra chocolate fazer
Balanço a rede e vejo carro correr
Adriane Neves
Enviado por Adriane Neves em 24/07/2019
Alterado em 08/08/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários