Textos

Aroreira
E cada fruta aroeira
O sabor do perdão
A riqueza desde então
É deitar o corpo sob o chão
E sentir o abano de cada folha
Feito as deusas gregas no verão
Ouvir o mundo som que passa
Pela esquerda
A direita descansa a razão
Me entregar ao
Azul que Guimarães rosa
Profetiza ser do perdão
Cada fruta da aroeira pelo chão
Marcando o sabor
Dos muitos que virão
Adriane Neves
Enviado por Adriane Neves em 01/08/2019
Alterado em 09/08/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários