Textos

Quando escrevo
É como andar descalça
É sair por aí
Segurando as mãos
Tocando os cabelos
É entender o som da natureza
E traduzir a buzina dos carros
Ao invés de segurar
Cuidadosamente um copo
Eu o jogo no chão
É ficar olhando a fechadura da porta
E entender seu significado
É querer ser pássaro enquanto caminho
É rir do que o vento fala
E baixar a cabeça quandodo
O céu vem a relampejar
E quando meu coração
Troveja
Lembro de respirar
Adriane Neves
Enviado por Adriane Neves em 01/08/2019
Alterado em 08/08/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários