Textos

Alucinações
Cada um enxerga o que quer
E no amor que conhecia
Achava que era suficiente pra viver
No delírio que a arte oferece
brincava de ser sua realidade
Nada além do que sentia
Nada além do que queria
Existia
Apontava para as colinas
Mas o outro via disco voador
O outro via os edifícios
Com suas largas janelas
Devorar diplomas
Devorar crianças
Devorar famílias
Cada um sente o que quer
Quando o amor se encantar
Com outro amor
Até a sua própria inocência
Te machucará
Cada um ouve o que quer
Escutei Eu te amo
Mas era um adeus que
Estavas a dizer
Adriane Neves
Enviado por Adriane Neves em 06/11/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários