Textos

O dono da Bahia é rei
Dona da Bahia
Come com farinha
cheiro de tempero verde
Aonde for
Sua cor
Seu tom
lá de longe se ver
Lá ele quem não perdoa
Lá ele que briga á toa
Quem é da Bahia
Come com farinha
Ginga o corpo
Se benze na igreja
Se entrega no terreiro
Curte Adão negro
E fecha a semana no Pelô
Lá da Barra
Só estando no farol para te ver
No Rio Vermelho amanhecer
Dono da Bahia
Bate baba de dia
Já pensa na folia
De Gandhi curtir
Sem onda
Não venha queimar a fita
Do nordestino que está a passear
Ou a trabalhar
Ou a  viver
Dono da Bahia
Tem garantia
Com a liberdade
Larga logo o doce
Pra te ver
Adriane Neves
Enviado por Adriane Neves em 26/11/2019
Alterado em 26/11/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários